redução de custos em saúde
Plano de saúde, Redução de custos em saúde, Saúde, Saúde suplementar

Como reduzir os custos com plano de saúde na minha empresa?

A preocupação com a saúde e bem estar dos colaboradores é uma crescente entre gestores e departamentos de Recursos Humanos, considerando que afeta diretamente a produtividade no ambiente de trabalho e, consequentemente, os resultados da corporação.

Por este motivo, o plano de saúde é um dos principais benefícios ofertados pelas empresas atualmente. Além de ser um dos meios utilizados para proporcionar qualidade de vida, é uma forma de atrair e reter talentos, ganhando diferencial competitivo e formando equipes de alta performance.

Apesar de todas as vantagens que um plano de saúde corporativo pode trazer para a empresa, existe um fator que impacta consideravelmente o planejamento financeiro: o reajuste dos planos de assistência médica e a falta de controle da sinistralidade.

Diante desse cenário, é essencial pensar em formas de balancear os custos com saúde, para garantir que a empresa continue no azul e oferecendo benefícios que resultem em qualidade de vida para seus funcionários.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de como reduzir os custos com saúde corporativa. 😉

Por que os custos com saúde empresarial são tão altos?

Antes de entrarmos na parte de plano de ação para redução de custos, é importante que você entenda a origem desses custos e o motivo dos reajustes.

Basicamente, o reajuste dos planos de saúde corporativos são definidos em contrato entre a empresa contratante e a operadora de saúde contratada. Ao contrário dos planos individuais e familiares, os planos empresariais não possuem um teto para reajuste. Isso faz com que o valor de reajuste seja de acordo com a utilização dos serviços de saúde pelos colaboradores — quanto mais os funcionários utilizam o plano de saúde, mais o preço sobe. Essa relação entre o uso do benefício e o valor do reajuste é o que chamamos de sinistralidade.

Este fator, somado à inflação dos serviços médicos e o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, faz com que as empresas gastem cerca de 15% da folha de pagamento apenas cobrindo custos em saúde.

De que forma posso reduzir os custos em saúde na minha empresa?

Faça uma gestão baseada em dados

Seja através de um departamento da sua empresa ou por meio da sua corretora de seguros, apostar na gestão populacional e na análise dos dados é a melhor forma de ter o controle total dos valores aplicados em saúde corporativa.

Através de uma ferramenta de inteligência de dados, por exemplo, é possível acompanhar todos os dados integrados de saúde, identificando oportunidades de melhoria e traçando planos de ação baseados em números reais.

Trabalhar na gestão dos dados em saúde é mais eficaz do que apenas buscar um fornecedor que pratique preços menores, já que apenas com um panorama completo da utilização do plano de saúde é possível traçar o perfil dos beneficiários e aplicar medidas eficazes, que tenham um impacto real na economia da empresa.

Promova a prevenção e cuidados com a saúde

A medicina preventiva é sempre um dos melhores caminhos quando falamos na redução de custos com saúde. Isso porque a prevenção é sempre mais barata e eficaz do que o tratamento.

Estruturar campanhas que promovam a qualidade de vida dos beneficiários, além de representar um baixo custo para empresa, é uma forma de reduzir o índice de utilização do convênio médico. 

A empresa pode começar com iniciativas simples, oferecendo descontos em academias ou investindo em uma plataforma de exercícios online, principalmente diante do cenário de home office. Essa iniciativa, que tem como objetivo incentivar a prática de exercícios físicos, é uma forma inteligente de reduzir o sedentarismo e evitar problemas futuros como obesidade, doenças musculares e tantos outros problemas causados pelo sedentarismo.

Além de iniciativas esportivas e de exercícios físicos, também é importante promover campanhas que incentivem a vacinação, bons hábitos alimentares e cuidados com a saúde emocional. 

reduzir os custos em saúde

Avalie a implementação de coparticipação para funcionários

Se a sua empresa ainda não cobra coparticipação pelos planos de saúde, é interessante avaliar se, dentro do contexto onde a empresa está inserida, essa possibilidade pode ser considerada.

Por mais que a medida não seja a solução principal para os gastos em saúde, é uma forma de educar o beneficiado sobre o uso do plano de saúde, evitando usos em excesso, e também uma maneira de evitar que os custos aumentem exponencialmente.

Ofereça um ambiente de trabalho ergonômico

Problemas causados por falta de um ambiente ergonômico, como uma cadeira adequada para o trabalho e equipamentos que garantam o conforto durante o expediente, também geram demandas para assistência médica.

Dores nas costas, no pescoço, tendinite e várias outras questões como estresse e cansaço excessivo estão diretamente ligadas ao trabalho e o uso incorreto dos equipamentos nas empresas.

Estimule o descanso

Descansar é fundamental para melhorar a produtividade, manter o foco e evitar o excesso de trabalho. 

Principalmente diante do cenário de trabalho remoto, onde há uma certa dificuldade de delimitar a quantidade de trabalho e estipular pausas durante o expediente, atuar ativamente na promoção do descanso é essencial para diminuir os custos em saúde, considerando que relaxar também é ter qualidade de vida.

Incentive as pausas para o café, os alongamentos, a importância de fazer o tempo correto de almoço e esteja atento aos sinais de sobrecarga de trabalho nas equipes.

Leia também: O que é gestão de saúde populacional?

Focando em prevenção, estratégia e análise dos dados, é possível reduzir os custos com plano de saúde e promover um ambiente de trabalho mais saudável e financeiramente equilibrado.

E aí, curtiu nossas dicas? Já implementou alguma dessas práticas na sua empresa e obteve resultados positivos? Conta pra gente nos comentários! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *